Em março de 2018, o Serviço de Pastoral Escolar da Unidade Educacional Colégio Social Madre Clélia lançou o projeto “Amar é Repor Amor”. Este projeto é uma resposta concreta ao Documento de Aparecida que convoca a Igreja a passar de uma pastoral de conservação para uma pastoral missionária. Neste âmbito, entende-se que uma Comunidade Educacional, para ser discípula e missionária, não pode estar indiferente aos aspectos atuais da humanidade, isto é, aos sinais dos tempos.

Através do projeto “Amar é Repor Amor”, o Serviço de Pastoral Escolar fica em sintonia não só com os documentos da Igreja, mas também com a missão Cleliana, buscando ser criativamente fiel ao carisma de Madre Clélia e sensível aos problemas atuais à luz do Evangelho, praticando ações concretas acerca do pedido do Papa Francisco, a saber: “ser uma igreja em saída”. Deste modo, vivencia-se também neste ano de 2018 “Um Ano Cleliano de Reparação”, em preparação à Beatificação de Madre Clélia Merloni.

Neste âmbito, pode-se destacar que o projeto promove o desenvolvimento de valores humanos e cristãos, contribuindo, assim, para a formação de agentes sócio transformadores.

Em uma primeira etapa do projeto, o Serviço de Pastoral Escolar trabalhou com os educandos o significado e a importância do Ano da Reparação para o Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus, isto é, uma preparação à Beatificação de Clélia Merloni. Em seguida, o projeto foi lançado aos adolescentes e/ou jovens que desejassem participar. A resposta dos educandos foi significativa em número e em qualidade. Então, foram feitos os primeiros preparativos para a concretude do projeto: os jovens reuniram-se na Unidade Educacional para um primeiro encontro e vivência. Cada participante do projeto recebeu, no momento de Espiritualização, o livro “Como um Grão de Trigo – Madre Clélia Merloni”, biografia da Madre Fundadora que embasa todo o trabalho e o objetivo da realização deste projeto.

Em um segundo encontro, os educandos visitaram a Escola Municipal Jornalista Cláudio Abramo, situada na Rua Ouro Verde – Capão Raso, Curitiba/PR, onde a Diretora Tânia, a Equipe Pedagógica e Administrativa os acolheu com afeto e muito carinho. Os educandos Clelianos passaram em cada uma das salas de aula da escola, sendo apresentados pela referida diretora. No momento do recreio deste mesmo dia, eles conviveram com os estudantes da escola visitada, brincando e conversando uns com outros. Os educandos do projeto puderam observar o que e como poderiam desenvolver algumas oficinas na escola municipal. Após o retorno à Unidade Educacional do SAGRADO – Rede de Educação, os integrantes do projeto “Amar é Repor Amor” dedicaram sua engenhosidade e empenho a fim de preparar as oficinas a serem desenvolvidas na escola visitada, além de reunir todos os materiais necessários para a condução das atividades por eles planejadas.

Com tudo organizado, nos dias 18 e 25 de maio, os educandos foram à Escola Municipal Jornalista Cláudio Abramo e conduziram as oficinas: circuito, pintura fácil, jogos com bola e bambolê, assim com outras brincadeiras. Nestas datas, os educandos participantes do projeto deixaram evidente o seu protagonismo, pois não só mostraram suas habilidades de organização, liderança e trabalho em grupo, mas também de zelo, altruísmo e abnegação. Isso tudo emergiu, por exemplo, no simples cuidado em se vestir conforme personagens do mundo infantil (chapeuzinho vermelho, gênio da lâmpada, fada, coelho e palhaço), uma vez que tal caracterização se justificou no desejo de viabilizar a aproximação das crianças da escola parceira e fazer-se inteligível por estas mesmas crianças. Além disso, entre uma data e outras, os educandos protagonistas do projeto puderam avaliar as atividades planejadas e a forma de orientação das mesmas, verificando a viabilidade do que fora pensado, corrigindo e/ou revendo.

De maneira geral, ficou claro que o desenvolvimento das oficinas oportunizou, além das habilidades próprias de cada um, a possibilidade de ouvir, estar atento às necessidades do outro e de colocar a própria vida a serviço do próximo. As crianças da escola municipal acolheram muito bem os educandos do Colégio Social Madre Clélia e abriram-se à relação afetiva própria de quem vive a Espiritualidade do Coração de Jesus e os ensinamentos da Beata Clélia Merloni cujo teor é impulsionar e motivar a missão de tornar o Coração de Jesus mais conhecido e amado por todos. De tal modo, concretiza-se o projeto “Amar é Repor Amor” cujas atividades exigem doação de tempo e disposição para se colocar a serviço do outro, entregando aquilo que se tem de melhor. De outro lado, os educandos Clelianos também saem enriquecidos com as experiências vivenciadas ao longo do projeto. Tal crescimento é evidenciado nos testemunhos partilhados a seguir:

 

“Para mim, esse momento foi muito especial: conhecer outras histórias, sair um pouco do ‘conto de fadas’ e, principalmente, levar mais alegria para aquelas crianças.” (Alana de Lima Lemos, 8º ano do Ensino Fundamental)

 

“A experiência foi incrível. Pude ter o prazer de fazer meu primeiro trabalho voluntário com a escola. Pude ver a felicidade das crianças nas coisas simples, o carinho e amor que podemos passar a elas e, em troca, recebemos lindos sorrisos. Espero que a escola continue com esses trabalhos. A experiência foi ótima.” (Débora Viana, 2ª série do Ensino Médio)

 

“O projeto ‘Amar é Repor Amor’ é uma experiência incrível, pois nos proporciona momentos de emoção, alegria e diversão. É maravilhoso ver como as crianças, algumas tão carentes de amor, ficam tão felizes com as coisas mais simples. Simplesmente incrível!” (Larissa Balaban, 2ª série do Ensino Médio)

 

“O projeto “Amar é Repor Amor” foi uma experiência maravilhosa. O amor realmente esteve presente em todas as sextas-feiras. O carinho em cada abraço, cada conversa e cada ‘vou sentir saudades’, ‘quando vocês vão vir de novo?’. Uma lição de vida, amor, humildade, solidariedade e união entre o grupo para entreter as crianças.” (Luiza Paz, 2ª série do Ensino Médio)

 

“Para mim, o projeto me favoreceu muito em diversos fatores: um deles foi o trabalho em equipe para um bem maior; também me ajudou nessa fase de escolhas da minha vida, pois eu decidi, por conta da experiência com as crianças, seguir a carreira pedagógica. O que mais me alegrou no projeto foi saber que as crianças gostaram bastante e querem a nossa volta, ou seja, realizamos um bom trabalho.” (Felipe Carvalho da Silva, 3ª série do Ensino Médio)

 

“O projeto ‘Amar é Repor Amor’ significa muito para mim, pois nele eu pude perceber o quanto de amor e de coisas boas temos em nossas casas e, às vezes, não valorizamos. Muitas crianças carregam a falta de atenção e de carinho. Isso é algo muito perceptível nelas, pois, com o mínimo de carinho demonstrado, elas já se alegram e devolvem esse sentimento em dobro. É realmente gratificante saber que eu ajudei pelo menos um pouquinho, levando alegria até elas e espalhando amor. Foi possível ver Deus nos olhos de cada criança que me abraçava, o que só despertou ainda mais minha vontade de prestar auxílio e colocar em prática o que Jesus sempre nos ensinou.” (Giovana Drumond, 3ª série do Ensino Médio)

 

De tal modo, cumpre-se a missão deixada pela Madre Fundadora: “Compadeçam-se dos aflitos e consolem-nos do melhor modo que puderem... Tenham para com todos um rosto acolhedor, sorridente e benévolo, modos cordiais e amáveis. A caridade de Jesus Cristo é sensível a tudo o que o próximo experimenta, tanto no bem como no mal: chora com os que choram, alegra-se com os que se alegram; sofre tudo o que se os outros sofrem: presentes ou ausentes, amigos ou inimigos, próximos ou distantes; porque em todos vê os membros do mesmo corpo, cuja cabeça é Jesus Cristo.”. (Clélia Mernoli nos anima...)

 



Galerias

“Amar é Repor Amor” 2018 - Álbum 2

Ver galeria

41600415994159841597

“Amar é Repor Amor” 2018 - Álbum 1

Ver galeria

4159641595415944159341592415914159041589415884158741586415854158441583415824158141580415794157841577